Observatório de ideias da UEG Gestão da Informação em Educação e Formação

Projetos de Extensão 2014

Metodologias de Ensino de Língua Inglesa, Curso de Português Básico, III Simpósio de Prática e Ensino de Línguas, IX ENFOPLE, III Semana de Integração Pedagogia e Letras, Projeto Efeito Borboleta, Tópicos Especiais em Educação Infantil

1 - METODOLOGIAS DE ENSINO DE LíNGUA INGLESA

COORDENAÇÃO - VALERIA ROSA DA SILVA

O treinamento pré-serviço de acadêmicos do 1o e 3o Ano pode contribuir para o desenvolvimento futuro de cursos de língua inglesa para crianças e adolescentes, no Centro de Idiomas da Unidade de Inhumas, tendo em vista a falta de carga horária de professores efetivos e temporários para o cumprimento de cursos na modalidade extensão. Este treinamento acontecerá em reuniões semanais com duração de duas horas onde haverá a oportunidade para o desenvolvimento de planos de aula, micro-aulas, além de leituras e discussões a respeito da abordagem comunicativa.

 

2- CURSO DE PORTUGUÊS BÁSICO

COORDENAÇÃO - VALERIA ROSA DA SILVA

Este curso tem por objetivo revisar e atualizar conhecimentos da língua portuguesa numa perspectiva sociointeracionista. Serão abordados conteúdos básicos da língua, essenciais a uma comunicação oral e escrita eficaz. Os conteúdos serão apresentados por meio de textos de variados gêneros textuais, numa visão de língua como prática social. Espera-se, com isso, que os participantes aperfeiçoem sua habilidade de comunicação oral e escrita em língua portuguesa. O curso terá módulos presenciais (30 horas), com aulas aos sábados, ministradas pela coordenadora deste projeto e por professores da instituição, e módulos a distância (30 horas), com aulas mediadas pela plataforma moodle, sob tutoria da coordenadora deste projeto.

 

3- III SIMPÓSIO DE PRÁTICA E ENSINO DE LÍNGUAS

COORDENAÇÃO - MARIA MARGARETE POZZOBON

O III SIMPEL – COMPLEXIDADE E FORMAÇÃO DOCENTE visa discutir e refletir sobre formas de pensar e construir os saberes do professor de Línguas, considerando a complexidade e a diversidade presentes no contexto educacional atual, tendo em vista que é por meio do processo de formação (inicial e continuada) que o professor constrói e reconstrói conhecimentos que, articulados com sua prática cotidiana, gerará saberes que nortearão sua tarefa de ensinar, para que seja desenvolvida de forma adequada e significativa. O evento propõe-se discutir o tema por meio de conferência, mesa redonda, comunicações, minicursos e oficinas, bem como divulgar para a comunidade acadêmica e escolar os resultados dos Projetos de Estágio desenvolvidos em escolas campo dos municípios de Inhumas e de Goiânia, vislumbrando mostrar as propostas e as reflexões que os acadêmicos construíram e produziram ao longo do Estágio Supervisionado, associando a teoria à prática. O foco do evento está em trazer para discussão e reflexão novos caminhos para o ato de educar, visando ao fortalecimento e ao aperfeiçoamento da formação docente por meio de experiências acadêmico-científicas, estimulando os licenciandos a uma prática investigativa e reflexiva num contexto repleto de complexidades e diversidades. Assim, a realização da terceira edição deste evento pode contribuir não só para o avanço das relações entre a universidade e a escola de educação básica, mas também para que o futuro profissional – professor de Língua Portuguesa e/ou Língua Inglesa - apreenda e reflita sobre a realidade educacional complexa em que vai atuar.

 

4- IX ENFOPLE - ENCONTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE LÍNGUA ESTRANGEIRA E XI SEMANA DE LETRAS

COORDENAÇÃO - MARIA MARGARETE POZZOBON

O X ENFOPLE – FORMAÇÃO DOCENTE E COMPLEXIDADE aborda um tema de múltiplos desdobramentos no campo da educação. O presente evento objetiva se constituir um espaço de atividades acadêmico-científicas acerca do repensar sobre a formação docente. Visa discutir e refletir sobre formas de pensar e construir os saberes do professor de Línguas, considerando a complexidade e a diversidade presentes no contexto educacional atual, tendo em vista que é por meio do processo de formação (inicial e continuada) que o professor constrói e reconstrói conhecimentos que, articulados com sua prática cotidiana, gerará saberes que nortearão sua tarefa de ensinar, para que seja desenvolvida de forma adequada e significativa. Para isso, o evento propõe a realização de conferências, comunicações coordenadas em grupos de trabalho e minicursos. As conferências constituem-se como um espaço privilegiado de contato dos acadêmicos do campus de Inhumas, dos professores e da comunidade em geral com as discussões teóricas mais recentes no campo de estudos da formação de professores. Para as conferências, estão convidados professores de outras instituições de ensino superior (UFG, UFMT), configurando o diálogo profícuo entre a UEG e outras instituições de ensino superior, inclusive de outro Estado e de outro país - EUA. O foco do evento está em trazer para discussão e reflexão novos caminhos para o ato de educar, visando ao fortalecimento e ao aperfeiçoamento da formação docente por meio de experiências acadêmico-científicas, estimulando os licenciandos a uma prática investigativa e reflexiva num contexto repleto de complexidades e diversidades.

 

5- III SEMANA DE INTEGRAÇÃO PEDAGOGIA E LETRAS - EDUCAÇÃO E LINGUAGEM: NOVOS OLHARES, NOVAS POSSIBILIDADES DE ENSINO

COORDENAÇÃO - MARLENE BARBOSA DE FREITAS REIS

A III SEMANA DE INTEGRAÇÃO, da UEG – UnU/Inhumas, 3. edição consiste em um evento científico de abrangência local, 3ª edição, cuja finalidade é integrar e promover o intercâmbio entre a produção acadêmica de acadêmicos, egressos e professores e dos cursos de Letras e de Pedagogia, numa perspectiva integradora e interdisciplinar, objetivando a formação profissional diante dos desafios educacionais.

 

6- PROJETO EFEITO BORBOLETA: EDUCAçãO, CULTURA E CIDADANIA ATIVA

COORDENAÇÃO -  LILIAN DE CASTRO JUNQUEIRA

O Projeto “Efeito borboleta”: educação, cultura e cidadania ativa/UEG/Inhumas,procura fortalecer a consciência de Responsabilidade Social e de formação cidadã, viabilizando a relação ampla entre a Universidade Estadual de Goiás (UEG) campus de Inhumas e a sociedade, pautando-se pela interlocução entre os atores sociais, na produção e socialização de conhecimentos. É uma oportunidade profícua de atendimento às Escolas Campo de Estágios e de discussão/reflexão sobre as políticas públicas. ao londo do ano são realizadas atividades com as múltiplas linguagens – palestras, músicas, artes plásticas, dramatização e poesias – buscando articulando o fazer acadêmico com os objetivos da Universidade Estadual de Goiás para uma formação pautada na tríade Ensino-Pesquisa-Extensão.

 

7- TÓPICOS ESPECIAIS EM EDUCAÇÃO INFANTIL

COORDENAÇÃO - VALDIRENE ALVES DE OLIVEIRA

O projeto pretende discutir com acadêmicos e egressos do curso de Pedagogia, com profissionais que atuam na Educação Infantil, com ou sem formação inicial docente, alguns tópicos sobre a Educação Infantil, pretende-se em suma estender o diálogo da Unu Inhumas com os profissionais que atuam nessa etapa da educação básica e assim promover uma reflexão sobre temas pertinentes ao fazer cotidiano das práticas educativas, sistematizadas ou não. A proposta do curso se articula em seis tópicos, sendo cada um deles desenvolvido em um encontro mensal (três encontros no primeiro semestre e outros três no segundo semestre). Essa forma de organizar visa dar mais consistência nos temas discutidos, ou seja, reconhecer a necessidade de tempo, em sentido cronológico mesmo para possibilitar que ocorra a "ação-reflexão-ação" docente. Além desses seis encontros, organizados por tópicos os cursistas participarão da programação dos dois dias da VI Mostra de Curtas da Educação Infantil, que ocorrerá em novembro. Desse modo a carga horária estará assim distribuída: 30 horas destinadas aos 6 encontros, sistematizados por tópicos (4 horas de encontro presencial e 1 hora de leituras orientadas, em consonância com o tema discutido) e 10 horas de participação na Mostra de Curtas da Educação Infantil. Os cursistas inscritos que participarem de todos os encontros farão jus a um certificado de 40 horas. Espera-se que no final do curso os docentes e acadêmicos participantes tenham a oportunidade de inserir em suas práticas docentes algumas das premissas pedagógicas trabalhadas no curso.